Revista Eletrônica Estácio Saúde, Vol. 7, No 1 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O ENVELHECIMENTO, A TRANSIÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA E O IMPACTO NAS HOSPITALIZAÇÕES

Elídio Vanzella, João Agnaldo do Nascimento, Sérgio Ribeiro dos Santos

Resumo


No Brasil, a transição demográfica apresenta impactos na saúde da população e traz forte repercussão no Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contexto, este estudo tem como objetivo descrever a transição epidemiológica brasileira correlacionada com o envelhecimento da população e como esse fenômeno impacta nas internações, da população idosa, no âmbito do SUS. O estudo tem abordagem qualitativa com pesquisa bibliográfica. A transição epidemiológica refere-se às mudanças ocorridas nos padrões de morbidade e morte que caracterizam uma população e diante do envelhecimento da população brasileira, existe a necessidade de estruturação de serviços de saúde que possam responder às demandas do novo perfil epidemiológico. O quadro descrito apresenta um duplo desafio, o enfrentamento de males como a dengue e a atenção aos novos agravos que são, atualmente, a principal causa de mortalidade e morbidade no Brasil. O SUS tem recursos insuficientes, por isso a solução passa pela reformulação do modelo vigente.


Texto Completo: PDF

Resultado de imagem para latindex