Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico, Vol. 4, No 1 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O PLANO DE COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE GERENCIAMENTO E REDUÇÃO DE IMPACTOS DE UMA CRISE NOS ÂMBITOS INSTITUCIONAIS E EMPRESARIAS

Andrielly Karen Vieira De Lima, Jordana de Souza Cavalcante

Resumo


Este artigo tem como objetivo mostrar de que modo um gerenciamento de crise é essencial para evitar que determinado problema se agrave dentro da instituição/empresa comprometendo sua reputação e imagem. Sabe-se que um dos fatores mais importante para uma empresa é a imagem. Durante o processo de crise, temos que nos atentar sobre o preparo e postura que devemos tomar para que o problema não se agrave nem fuja do nosso controle. Utilizando a pesquisa bibliográfica como método, tivemos a oportunidade de uma série de pontos de vistas sobre o tema, aprofundando a discussão a respeito do assunto tão relevante para o desenvolvimento e consolidação da imagem de uma empresa. Destacamos também a importância do Comitê de gerenciamento de crise, que deve ser composto por integrantes de cada área de negócio, inclusive da Assessoria de Comunicação Social/Imprensa. Os integrantes dos comitês devem se reunir para analisar medidas preventivas e os focos da crise. Todo esse processo não significa que as crises serão administradas calmamente, mas que é importante que estejamos mais preparados para enfrentar e gerenciar da melhor forma possível a situação. Concluímos a pesquisa, com o pensamento de que o gerenciamento de crise deve ser entendido como uma ação de prevenção, bom relacionamento com o público, transparência e celeridade no processo de resolução. É importante destacar que planejar ações preventivas é indispensável para a empresa/instituição, que, além de evitar uma crise, contribui para o crescimento da instituição/empresa.


Texto Completo: PDF